Feijão com Arroz

•01/09/2017 • Deixe um comentário

arrozcomfeijãoQuando eu tinha 10 anos em 1973, eu acompanhava minha mãe ao supermercado e nas compras do mês, que era uma vez por mês mesmo, tínhamos que comprar tudo, para o mês todo, no máximo ir a feira, mas era 2 vezes por mês, mas era osso,  tinhas umas coisas que eu nunca me esqueço tais como, o macarrão era em um pacote de 1 quilo, e ele era oco por dentro, e era considerado de pobre, isso é este era o pior de todos, quando cozinhava e nos comíamos fazia um assovio, conhecido com o to na merda. A batata mais barata era suja cheia de terra, você tinha que lavar antes de descascar ou fazer qualquer coisa, a batata limpa era o dobro do preço, o arroz era o mesmo de hoje, mas vinha cheio de pedras e ainda tinha alguns arroz com casca, o feijão era todo sujo, tinha vagens com feijão dentro e tinha pedras, muitas pedras. Tinhas os enlatados, como não tinha muito dinheiro, era a grande estrela das compras, tinha as sardinhas, salsichas e a ervilha, tinha o milho verde, mas não era para nos, era muito caro, mas tinha umas peculiaridades, vamos lá, na lata de ervilha sempre tinha uma ervilha preta que era descartada, ou um milho e ai você pensa o que é que tem, imagina 100 mil latas com um milho de uma grama, isso é lesar o cliente, mas ninguém reclama não é, e ate hoje ninguém reclama.

Mais de 40 anos depois, a enganação, trapaça, mentiras e um meio de enganar o povo e as pessoas nunca muda, já nem adianta falar e protestar pois tudo e todos estão comprados, vai ao encontro de meu pensamento de que todo mundo tem seu preço uns valem mais, outros menos, mas o preço existe, nestes meus 54 anos de idade já vi muita gente mudar de lado so para garantir o status e uma suposta posição.

Não acredito mais nas em mudanças, as mentiras as faltas de palavras, já não acredito em um mundo melhor e nem um pais melhor.

Anúncios

Mimimi da Geração Miojo

•11/04/2017 • Deixe um comentário

            miojo1

          Quem nasceu em depois de 1990, e uma geração a parte, e uma geração cheia de mimimi, cheia de ideais, cheia de proposito e teorias, mas na pratica, não faz nada, ela e um tanto socialista, mas contando que tenha um celular de último tipo e tenha carro zero, mal sabem o preço do quilo do arroz e do feijão, muito menos o preço da gasolina ou etanol.

           E muito fácil teorizar essa turma da Geração Miojo, pois eles acham que tudo e 3 minutos, é claro, pois sempre teve tudo na mão, seus pais que trabalhavam a semana toda e essa geração ficava com a avó, no final de semana os pais com a culpa, dava tudo na mão, e ai surgiu essa geração sem culpa, sem remorso e sem compromisso, cheia de teorias de saber viver.

Teoriza a ecologia e o meio ambiente, mas não sabe que tem 5 tipos de separação de lixo, aliás, eles não separam lixo.

Teoriza a política, mas não lembram em quem votou para vereador, e inclusive pediu voto para um amigo qualquer.

Teoriza a faculdade, pois pode estudar o que quer sem se preocupar com o mercado de trabalho, pois só vai sair de casa depois da 3 pós, depois de mudar de curso umas 4 vezes.

Teoriza a religião, mas vai casar na igreja, pois os pais são católicos e por isso e o assim ou vais ter que pagar sozinho.

Teoriza a criação dos filhos pois acha errado muita coisa, mas deixa o filho com os avós, pois e mais barato.

Teoriza a independência, mas todo final de semana está na casa dos pais. Faz férias sabáticas, viaja como mochileiro, mas volta para a casa dos pais.

        A Geração Miojo, e sem noção, é sonça, faz o que quer, chega a hora que quer, vive como quer, mas nunca teve que acordar as 06 horas da manhã, trabalhou até as 18 horas e encarou uma escola até as 23 horas e foi dormir 01hora da madrugada, nunca teve que no sábado ficar em casa lavando roupa e no domingo fazendo faxina, nunca teve que vender 10 dias de férias pois o dinheiro nem da para ir na cidade vizinha, quanto menos viajar.

       A geração Miojo acha que aposentar aos 55 anos e um absurdo, mas não sabe que começamos aos 14 anos sem carteira assinada, capinava quintal do vizinho para ajudar a mãe, e tinha sob sua reponsabilidade uma conta da casa para pagar, seja agua ou luz,  acha que seu canudo e muito importante, mas não fez esforço para telo, muitos só passavam de ano na faculdade se colaram na prova, acha que minha geração, teve vida boa nos anos de 1980, mas não foi fácil conviver com a Aids, e as merdas que veio no pacote.

         Hoje a Geração Miojo, não usa camisinha, ser pai ou mãe e lindo, qualquer coisa tem papai e mamãe para ajudar, e se perguntam, como foi que conseguimos, e resposta e simples, nós não teorizamos, fomos a luta, nos executamos, e não ficamos sentados no sofá.

             Então chega de mimimi, levanta a bunda do sofá e vai à luta.

 

Carnaval 2017 BH – Blocos

•02/02/2017 • Deixe um comentário

blocos-bh

Este papo de que o mineiro e quietinho, já ficou para traz, o povo e festeiro, já estão ocorrendo em diversos locais da cidade no finai de semana ensaio os blocos, são uns 200 blocos que tem a previsão de 274 desfiles pela cidade, muitos ainda sem patrocínio mas com muito gás para o festa ”Mais de cem blocos de rua pleiteiam uma fatia dos R$ 300 mil em patrocínios que serão distribuídos neste carnaval pela Prefeitura de Belo Horizonte. São 129 grupos de foliões que se inscreveram no edital da Belotur cujas inscrições se encerraram na última sexta-feira (27). Os selecionados receberão entre R$ 3 mil e R$ 10 mil.(O Tempo)”.

A cidade pelo que parece vai lotar, ate porque muitas cidades cancelaram o carnaval por causa da “crise”.

EM

O Tempo

Desafios PBH

•01/02/2017 • Deixe um comentário

pbh

Um mês após a posse, e nada de notícias, mas o IPTU já chegou e está aqui na caixa de correio, isso e pontual, mesmo porque nem os ônibus são pontuais, por falar nisso a tarifa aumentou, sem gritos, sem manifestações, sem quebra-quebra, que beleza, vivemos no êxtase da nova era, um prefeito com cara de malandro, mas eu acho que é isso mesmo que o povo gosta, gosta de ter assunto, como eu não sei quais as promessas de campanha, não adianta muito falar, por hora me divirto com tanto lero-lero.

BRT – imundice, mal se ver dentro das estações, a faxina só e feita em algumas, o no horário de funcionamento, como assim? deveria ser a noite, de 0h as 4h, vazias, não quer para adicional noturno né, BH quer ser uma cidade moderna, mas ainda nas trevas. Os ônibus já precisam fazer manutenção, sujos e com peças internas já se estragando.

Praça da Estação – cheia de buracos, iluminação precária e muito suja, vai muito mau.

Praça da Rodoviária – sem iluminação, jardim sem cuidado, fedor de mijo constante, nem as prostitutas estão por lá.

Viaduto Santa Teresa – Obra de igreja e mais rápida, a reforma começos após a Copa, e só deve ficar pronta para a próxima Copa.

Camelos – Eles voltaram, a rua Carijós/Curitiba/São Paulo e campo livre, agora em Janeiro está um pouco vazia, e porque eles estão na Praia, afinal eu que bato ponto e pago imposto tenho horários, eles não.

IAPI (Cravolândia) – Isso já era, ninguém mexe, passa de ônibus e da ate medo.

Nova Rodoviária – Piada pronta, entra ano sai ano e nada já ta fazendo aniversário de 10 anos ou mais.

Dengue – a culpa ainda é da população, a PBH não tem culpa alguma.

EM

Praça dos Buracos

•19/12/2016 • Deixe um comentário

Já e um fato o abandono da atual gestão, mesmo muito antes das eleição já sabíamos que o partido atual não estava com essa bola, e o partido também, por isso ficou assim, “manos fazer o que já está contratado”, e assim foi feito, as pequenas intervenções feitas de Maio/2016 para cá foi mesmo so tapa buraco para inglês ver, nada foi feito.

A Praça da Estação já a um pouco mais de 1 anos que estas batatas, isso é, baratas, ratos, cães de rua, drogados, assaltantes e moradia de mendigos, pois as poucas cadeira que tem e local reservado para os de rua, que outrora foram promessas de campanha e agora motivo de medo para que é obrigado a passar pelo local. Não considero apenas descaso, mas falta de respeito. O belo-horizontino está abandonado e a mercê da própria sorte.

A cidade fez mais ano, mas sem motivo para festejar.

http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2016/12/19/interna_gerais,833633/falta-de-grades-nas-canaletas-vira-perigo-na-praca-da-estacao.shtml

Envelhecer

•15/12/2016 • Deixe um comentário

Envelhecer e a melhor coisa que existem em um mundo cheio de excessos, sexo, drogas e Rock and roll, minha juventude até que foi moderada, noites sem dormir, muita cerveja e muitas risadas, nunca pensei nos meus 50 anos, acho que ninguém pensa, só vai vivendo, o jovem de hoje acha que o mundo vai acabar amanhã e tem que viver tudo hoje e agora.

Li o artigo abaixo(link), e achei bacana, são todas referente a mulheres maravilhas, publicas de certa forma e que nunca tiveram que sair nuas na Play para que o “talento” delas tenha uma ênfase.

http://estilo.uol.com.br/comportamento/listas/xuxa-detona-seguidora-que-a-chamou-de-velha-e-ela-nao-e-a-primeira.htm

Aposentar!!

•15/12/2016 • Deixe um comentário

Você trabalha 35 anos na mesma empresa, fica cerca de 12 horas por conta deste trabalho, sim porque são no mínimo 10 horas no trabalho e mais 1 hora de ir e voltar, na melhor das hipóteses, se você é servidor público ou trabalha no comercio em geral, com toda certeza você de alguma forma está no setor de serviço, e pode ter certeza que não é fácil, trabalhar com pessoas, e difícil.

Ai chega e pessoa e pergunta, mas e ai, vai aposentar e ficar atoa? Poxa você trabalha 35 anos a ainda ouve isso.

Penso que essa pessoa não tem o que falar, ou adora seu trabalho, mas eu também gosto do meu trabalho, e muito caso contrário não estaria aqui a 35 anos, é uma vida, uma vida que também tem que continuar lá fora, fazer planos de ficar em casa atoa um ano, há não tem preço.

 
%d blogueiros gostam disto: